Todo o amor naquele jóia no dedo (Kayo Pires)

Kayo Debiasi PiresGrande Pai, papai William

Tão grande mãe, mãezinha Luciani,

Jesus nos auxilie a caminhar com firmeza!

Hoje a vovó Pascoalina me auxiliou, também a vir até aqui nesta casa de paz e luz que nos recebe…

Eu saí de Braço do Norte com vocês, ouvindo seus corações arrebentados de saudade….

Isso mesmo, sinto e vem na minha alma a saudade que arrebenta seus corações, junto com a nossa Hana.

Vim até um certo ponto com vocês e este convívio de participar no bate-papo no carro é saudável e novo para mim…

Pois antes né pai e mãe estava eu lá, no carro com vocês…

Este dia-a-dia que vai passando que parece que vai doendo mais não pode transformar a nossa vida em constante tropeço de tristeza.

Sei que vocês estão fazendo o máximo, e isso me tranquiliza, e não quero apertar vocês com qualquer preocupação.

Não estou dando uma de forte aqui na mensagem, como se eu quisesse se transformar em um super homem.

Estou legal aqui com a transparência de antes… Não estou fazendo de faz de conta não. Sim, já chorei de saudade, já pedi para voltar, mas fui amparado por gente bacana, e pessoas que me fazem só o bem.

E o “Flamengo” , pai…

Olha, fiquemos atentos, senão vai dar segundona. E acho que a luta não vai ser tanto na tabela de cima, vai ser na tabela de baixo. ..

Nossas alegrias nunca ficaram esquecidas, eu jamais esquecerei você pai, e nem você mãe, que para mim é a mãe mais linda deste universo.

Um dia sentei ao seu lado para acompanhar a sua leitura, me procurando nos estudos onde se encaixaria tudo o que vivemos e o que estaria vivendo agora. Estas coisas me ajudam a ficar calmo.

Estamos bolando uma “trama” bacana para presentear a Região do Braço do Norte com este intercâmbio que muito auxiliaria as pessoas da região. Este seria um presente do Tio Abelha para nós, mas vamos ver, não é, tudo irá acontecer como deve acontecer…

Deixo aqui todo o meu coração e dizer que não lembro, não, e nem encasqueto o mau estar que senti naquele dia para nós infeliz…

Meus avós sempre me orientam que poderia estar à frente de um médico, que não haveria condições para qualquer recuperação imediata que pudesse auxiliar-me. Meus avós me dizem que quando tiver com mais crescimento irei entender as coisas e responder tantas perguntas que também fiz. Quando entro neste estado mamãe, de tantas perguntas, sou orientado a relaxar para que eu não consiga dar nó em minha cabeça.

Tenham um retorno de paz e tranquilidade até nossa casa…

Isso, nossa casa sim, pois não me vejo longe de seus projetos.

Não precisam dizer que se o Kayo estivesse aqui … e tal… Eu sou ainda e sempre um projeto em suas vidas… Como vocês são os meus pais eternos.

Vou crescer, mamãe, vou crescer e sua imaginação poderá me ver com as pernas mais longas.

Com o meu coração pleno de saudade, com nossa equipe do “BN”, sou o filho, com todo o amor naquele jóia no dedo.

Kayo

KAYO DEBIASI PIRES

Mensagem psicografada na data de 15 de junho de 2014 pelo médium Orlando Noronha Carneiro.

Publicado em Psicografias