SE O PARTIR É UMA LEI, O REENCONTRAR TAMBÉM É (Rosana Aparecida de Souza)

Querida mãezinha Eva, meu pai Sebastião, Deus nos fortalecerá.

Mamãe, todos esses anos de ausência não modificou nada nosso amor, estou hoje por uma folha me materializando o que venho fazendo todos esses anos de ausência física, mas não espiritual.

Vocês sabiam que a indicação da redução de estômago atendia também o bem estar na saúde, e a minha decisão foi o melhor para mim mesma.

A infecção hospitalar é uma taxa possível, e estamos sujeitos a ele, por mais que haja um controle.

Não existe em meu caso um acaso, mamãe e papai, chegou a hora de não continuar na vida física.

Fico a pensar nos que se sentem autossuficientes e não sabem que as bactérias e os vírus no mundo podem surgir em qualquer um, seja em um chefe de estado ou em um simples operário, ou em uma educadora como foi e como está procurando ser a sua filha.

Aqui temos mamãe as crianças espirituais que vão crescendo em uma velocidade biológica mais elástica que a do corpo que tem um crescimento mais lento.

Mas educar é uma arte que segue nos céus espirituais. Estou aí com crianças e jovens que chegam do lado de cá precisando da gente.

É assim que continua minha vida, com os planos daí tendo sequência aqui.

Seja a mensageira também do meu abraço ao Márcio e ao Ronaldo, desejando-lhes o meu voto de paz, de saúde e de amor.

Mãezinha aqui é a filha lhe dizendo que estou com vocês e de passo para a frente sempre.

Se o partir é uma lei, o reencontrar também é.

Com saudades e esperança a filha grata, Rosana.

ROSANA APARECIDA DE SOUZA (05/09/2001, 32 anos)

Mensagem psicografada no Centro Espírita Recanto da Prece, em Curitiba, no dia 25 de novembro de 2012, pelo médium Orlando Noronha Carneiro­

Publicado em Psicografias

Deixe uma resposta