Psicografia: VOCÊ SABE QUE NÃO TOMEI DORIL E SUMIU… (Felipe)

Baixar áudio da mensagem: Felipe Testa

Felipe Testa

Felipe Testa

Mamãe, Papai Luciano, o bisavô Luís está aqui comigo.

Mamãe, saia da inconformação!

O acidente, como próprio se diz, foi um acidente, que o tio Edu não esquente a cachola e fique deprimido pelo ocorrido.

Certo dia presenciei ele esquentando a moringa e fiquei triste. Eu estou, tio Edu, te liberando da culpa que você sente. Viva sua vida!

Mãe, abrace aí o Léo por mim, deixe o abraço forte de irmão, e que ele fique na responsa.

Caramba meu! O Carlos Augusto pede que eu coloque para sua mãe…

Nesse momento o médium Orlando Noronha para a leitura e faz um comentário:
Engraçado, ele, o rapaz Carlos pediu para o Felipe dar o recado e ele falou: “Puxa vida! Estou escrevendo para minha mãe, né?”. (risos)
 Aí o Abelha veio atrás 
e disse: “Não, mas nós estamos em caravana...”. (risos)
 O Espiritismo é alegria, ele são beleza.
 Olha lá: “Caramba meu!”. Acha que morreu e não fala gíria... (risos)

O Carlos Augusto pede que eu coloque para sua mãe que está sim ele com calção verde e que não esquecerá de um pensamento no surf, mesmo sem aquele profissionalismo. Tá deixado o recado!

É mesmo, estamos juntos com os amigos de Floripa, Florianópolis.

Não chore mais mãe, tanto assim, pois você sabe que não tomei Doril e sumiu…

Nessa hora o público ri e Orlando comenta com a família: “Ele era brincalhão mesmo?”

Felicidade é o que lhes desejo.

Tio Edu, mude o pensamento.

Léo, cuide da mãe e do pai.

É isso, mãe, quando você ver uma pipa deslizando no céu veja escrito o meu rosto na pipa.

Outra coisa…

Orlando comenta: “Ele é um cara arteiro, já tem emprego lá... (risos)

Outra coisa, a dona Clara Feltrin, uma vó para nós, sim, a dona Clara Feltrin aqui no meu ouvido deixa saudações à Marlene e que em outra oportunidade em Floripa ela dará o ar da graça.

Diz ela que um dia aqui sonhou que estava em Assis, na Itália, e andou nos passos que andou Francisco de Assis, pois como diz ela é dando que se recebe.

Mãe, coragem por mim.

Seu filho, que não tem mais nada a ver como o corpo que ficou, estou com um pulmão novo, respirando normalmente.

Seu filho, sempre, Felipinho.

FELIPE TESTA (12/01/2005, 14 anos, acidente de carro)

Mensagem psicografada pelo médium Orlando Noronha Carneiro, dia 15 de maio de 2011, no Grupo Espírita de Caridade Meimei, em Curitiba.

Publicado em Psicografias

Deixe uma resposta