Psicografia: VOCÊ MÃE É MUITO IMPORTANTE EM MINHA VIDA (Lilian Mayer)

Mamãe Marlise, papai Volni, peço a Deus que me ajude a escrever, pois como vocês estou tentando segurar as lágrimas de emoção.

Mamãe querida, não morri não…

O vovô Adelino me ajuda a escrever para suportas as minhas próprias emoções.

Mamãe não acreditamos que a vida nos tenha concedido só amarguras como tem ocorrido com o papai, com a Laís e com o Murilo, meus irmãos.

As provações que vos chegaram, mesmo que dolorosas mãe, são um ponto de reflexão em nossas vidas.

Penso que o Universo tão perfeito não seria apenas uma visão de deleite para nossos olhos. Cada detalhe da vida que nos envolve mostra, mãe, que não estamos vivendo no caos, à deriva, como se fossemos um navio sem rumo no mar ao sabor das ondas que tentam lhe devastar.

Não mãe, temos um Deus bom que olha por nós e que cuida de nós em cada detalhe.

Veja, nem os pássaros estão aí sozinhos, voam, voam, voam, e o Pai lhes permite que consigam, mamãe, o sustento da semente. Semente que lhes saciam a fome.

É por isso que naquele dia quando caí não foi ao acaso que isso aconteceu, me levando à cirurgia posterior, complicando o estado geral de meu organismo.

Não acredite mãezinha em qualquer imparcialidade da vida ou de Deus em nossas vidas, em nossos caminhos.

Você mãe é muito importante em minha vida, pode acreditar sempre nisso. Não me afastei de seu caminho, não e não fugi de nossos diálogos que costumeiramente fazíamos.

Sou acima de tudo sua eterna Lilian, sempre sincera e pode ter certeza que você e o papai moram eternamente dentro de meu coração.

Um dia saberemos todos os porquês que teimam em nos acompanhar. Não existe o acaso mamãe, pode ter plena certeza disto.

Eu chorei quanto a vi entrar aqui com os mesmos passos de mãe que sempre admirei e que aprendi a ser o que sou por tudo que você e o papai são para mim e para o Murilo e para a Laís.

Nos entreguemos à Deus…

Ao Fabrício, meu grande amor, todo o meu coração expondo nessas páginas que me retratam de alguma forma.

Espero que tanto o Fabrício quanto eu curtamos todos os dias maravilhosos em nossas vidas, e que as lembranças em fotos não sejam de forma alguma motivo para tristezas.

Ah mamãe, como eu te amo, minha linda e maravilhosa mãe. Chegando em casa por favor abrace forte o papai por mim, dizendo-lhe: – Este abraço é a Li que lhe mandou.

Sua eterna filha Lilian Mayer

LILIAN MAYER KRETEZER (03/06/2011, 26 anos)

Mensagem psicografada pelo médium Orlando Noronha Carneiro, dia 16 de outubro de 2011, no Grupo Espírita de Caridade Meimei, em Curitiba.

Publicado em Psicografias

Deixe uma resposta