Psicografia: Só estou invisível aos seus olhos, mas não ausente de sua vida (Elisa)

Elisa

Elisa

Querida mãezinha Marilene,

Mamãe! Eu te amo para sempre… Eu não a deixei, mamãe… Não diga que a vida rompeu com você a partir do momento que o papai Paulo se desvinculou de nosso convívio.

Com a vinda do papai Paulo, mãe, o nosso apego chegou ao extremo do apego que já tínhamos… Ficamos muito mais grudadas, no apoio que precisávamos nos sustentar… Não diga que eu fui o seu esteio com a vinda do papai para o outro lado da vida.

Você também soube atender a carência de uma filha que sentiu a vinda do papai. Pensava ainda comigo que a vida me convidava a me entregar ainda mais ao seu coração, com a sentida falta do papai, mas não podíamos contar que a vi da também me chamaria a outras experiências…

Não coloquemos culpa a ninguém no procedimento médico acontecido…  Nós temos que entender que cada folha de uma árvore ou de uma planta, está sob o império das Leis de Deus… Cada  elemento que corre em nossas veias está sob o amparo dessas Leis. Veja no céu, mamãe, Deus sustentando galáxias e galáxias, por intermédio de suas Leis; você acha  que Deus não nos ampararia em cada sistema de nosso corpo? Suas Leis se cumprem, mamãe, suas Leis se cumprem…

Nosso sangue é o tônico da vida física  e carregará os elementos para o que de melhor o nosso corpo necessite. O  coágulo que se associou no pulmão e depois evidenciou o edema pulmonar, chegou no momento preciso do tempo que precisava estar com você…

Acordei ao lado do papai Paulo que me abençoou a chegada…

Ah! Mamãe, segura as pontas aí, não  desista de caminhar, mãe! Está chegando o fim de ano e se i que seu coração está se dobrando em angústia…

Não diga que não vai ter Natal não e que você quer dormir nestes dias para tudo esquecer…

Mamãe, só estou invisível aos seus olhos, mas não ausente de sua vida… Nem eu e nem o papai Paulo…

Eu vou estar ao seu lado neste Natal! E em todos os que Deus assim permitir.

Sua tristeza chega até mim forte… Eu estou pedindo também a Deus que lhe sustente nestes dias, nos de mais tristeza. Não diga que você é incapaz de vencer a tristeza. Mãe, por favor, lute por mim. Não lhe faltará quem se achegará a você…

Sabe o que eu penso com tudo o que nos aconteceu? Que Deus nos chama a alguma revisão da vida.

Queria lhe trazer uma toalha de mesa para que você colocasse na mesa no dia de Natal… Quem sabe em uma dessas suas saídas você entre irresistivelmente em uma loja e bata o olho em uma delas e pegue na mão, adquirirá e nos presenteará por amor…

Dias atrás, senti na alma sua prece como flores que você me entregava… Não estou no túmulo, mamãe, a vida é mais bela do que ficar e estar ali… Sou como uma borboleta voando pelos jardins da vida espiritual que a todos nos espera.

Elisa Yoshie Yamamoto

Mensagem psicografada pelo médium Orlando Carneiro, no Pronto Socorro Espiritual  Pais e  Filhos, em 06/novembro/2011.  

 

Publicado em Psicografias

Deixe uma resposta