Psicografia: SE MEU CELULAR TOCASSE VINTE MIL VEZES A ATENDERIA PRONTAMENTE (Luana)

Luana Santos Souza

Luana Santos Souza

Mamãe, papai, desejo simplificar com a rapidez que preciso dizer.

Papai Nei, meu irmão Luan, hoje comigo Antonio que me acompanha.

De fato o passado literalmente é o passado, tudo deve ser novo em nossa visão.

Vejo, papai, seu empenho na análise dos estudos que são efetuados e compreendo seu próprio esforço para tratarmos os cordões do violão de seu coração.

Vejo você Luan, vendo-me com tanta ternura e amor que muitas vezes me curvo junto com você para chorar com suas lágrimas.

Em seu coração, manheeeê, me diga que universo é esse que mergulho sem conseguir decifrar suas mais puras emoções.

Rendo-me aos seus sentimentos que por mais saibamos o que uma mãe sente por seu filho, hoje com a nova visão não temos sequer um por cento de condições de dimensionar o que uma mãe sente por seu filho.

Hoje entendo o melhor que a nossa Antônia, é uma folha que Deus nos deixou no jardim da vida a fim de que vocês não percam o colorido da vida.

Estou acompanhando o seu crescimento e desde já serei a mãe espiritual companheira a lhe pedir que seja amanhã uma criatura do bem.

Mamãe, quero lhe responder que se meu celular tocasse vinte mil vezes com sua chamada a atenderia prontamente.

Agora só não atenderia se tivesse colocado no silencioso por motivo de algum impedimento ou compromisso.

Toque quantas vezes quiser, são as palavras que encaminho aos seus corações, permanentes em meu coração.

Lu, vá em frente, não deixei você na mão.

Às vezes precisamos pegar de leve, só isso…

Com o amor a vocês, Luana.

LUANA SANTOS SOUZA (19/08/2008, 20 anos, acidente de moto)
Mensagem psicografada pelo médium Orlando Noronha Carneiro, dia 15 de maio de 2011, no Grupo Espírita de Caridade Meimei, em Curitiba.
Publicado em Psicografias