Psicografia: NÃO ESTOU LONGE DE SEUS CORAÇÕES (Gregory)

NÃO ESTOU LONGE DE SEUS CORAÇÕES

Querido Papai Reinaldo, mamãe, minha irmã Luana, Deus nos conceda sua proteção sempre.

Antecipo dizendo que vovó Leonor foi recebida pelo vovô Breslau e segue no processo de despertamento.

Comigo aqui o vovô Gregório, e a vovó Verônica. Abraços em lágrimas à Maria Fernanda, e ao meu tudo, ao meu filho Matheus, a saudade marcante em meu coração.

O que dizer senão que as linhas da estrada têm em Deus seu grande condutor. Não podemos precisar quando é o nosso dia e local. Não poderia ser eu dormindo ao volante? Por isso eu não quero julgar, porque meus avós que me receberam detalharam o acidente que aconteceu comigo. Quando vi em rapidez fabulosa, o caminhão atravessou o canteiro da BR em Registro, e quando retornava para Curitiba, colidindo bruscamente com o carro que conduzia. Diante do impacto não mais senti nada, senão escutar o estrondo da colisão. Só ouvia palavras de orientação dos que socorriam após o acidente.

Quis levantar para dizer que estava bem, mas não sei o que me travava as ações. Só escutei uma frase que me dizia acalmando:

– Fique tranquilo, confie, tudo ficará bem!

Adormeci, não sei quanto tempo. Fiquei assim, mas acordei em outro clima, pensando ser um ambiente de hospital. Só depois tomei consciência que não mais encontrava no corpo físico, porque recebi o carinho de meus avós que me ajudaram. Eles me acalmaram, porque a preocupação para com vocês era grande. E como ficaria o Matheus, a Maria Fernanda?

Pouco a pouco fui sendo esclarecido e acalmado, e aceitando as coisas. Não foi um processo assim tão fácil, mas a ideia de Deus que ia recebendo, e de que nada tinha se destruído, em absoluto, foi me permitindo mais segurança.

As primeiras visitas em casa, o meu primeiro abraço no Matheus, me conduziam a uma melhor aceitação.

Papai, mamãe, eu não estou longe de seus corações, vocês podem ter certeza de que a morte não é o fim.

Sabe, papai, penso que o pássaro que segue rápido na estrada do céu não saberá explicar porque se viu à frente de uma árvore que lhe impediu seguir o curso da viagem.

Estou aprendendo a pensar nas leis que nos governam. Explicar porque naquela hora, naquele dia, o condutor do caminhão cedeu ao sono, e o veículo me atropelasse, está sob os domínios do esclarecimento de leis acima de nós. Eu penso: “Por que não foi no carro que vinha atrás?”. Ou melhor: “Por que não foi quando não tivesse nenhum veículo passando àquela hora?”. Aceitemos, por favor, os desígnios de Deus. Não há postes ou árvores que caem em ruas movimentadas sem que naquele momento passe sequer um animal atravessando a rua? Compreendamos como é o que tenho feito as determinações superiores.

Fico feliz que o entrosamento com o Matheus e a sensibilidade da Maria Fernanda, nos permite essa associação em nome do amor.

Lu, obrigado por estar aqui, você não me imagina quanto é caro estar aqui dando o melhor na mensagem.

Desejo o meu eterno amor a todos, e beijem em meu nome o Matheus por mim.

Com vocês no porta-retratos do coração acima de tudo.

GREGORY (10/06/2009, 29 anos)

Mensagem psicografada pelo médium Orlando Noronha Carneiro, dia 25 de julho de 2010, no Grupo Espírita de Caridade Meimei, em Curitiba.
Posted in Psicografias

Deixe uma resposta

Psicografias

Prezados Amigos,

Com alegria informamos da psicografia, como sempre sobre as bênçãos de Jesus, na divulgação da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec à luz do Evangelho de Jesus.

Calendário atualizado em todos os locais. (aqui).

Senhas da Psicografia

Em geral, convidamos a todos que busquem, se for de sua vontade, uma Casa Espírita, orientada conforme os preceitos de Jesus e Kardec, e de fácil acesso, com o objetivo de conhecerem a Doutrina Espírita em seus estudos e cursos especializados.

Fraternalmente,
EQUIPE PORTAS DO AMOR