Psicografia: JESUS E SIMÃO PEDRO: QUAL SERÁ MEU TESTEMUNHO? (Nathanael)

JESUS E SIMÃO PEDRO:
QUAL SERÁ MEU TESTEMUNHO?

Sob as brisas do lago de Genesaré, os dias sempre repletos de atividades de Jesus permitiam ao anoitecer o refazimento das energias. Era comum o Mestre encaminhar-se até às margens do lago junto com os discípulos para contemplar as belezas da noite estelar.

O Mestre acomodava-se rente à consistente rocha, voltando o olhar ao lago, e seus olhos profundos perscrutavam[1] as maravilhas do zimbório[2] que cantavam a glória de Deus.

Era natural a observação de Simão Pedro. Pedro, a rocha, observava o peregrino do amor. Onde estaria o pensamento do Mestre? Onde seus olhos atingiam? Quais os páramos[3] que o mestre divisava[4]? Pedro refletia como seria bom estar com o Mestre por tantos tempos na existência. Esse pensamento preenchia de júbilo o coração de Simão Pedro. Em dado momento dirigiu o olhar a Simão Pedro, comentando, sem que os outros discípulos pudessem compreender:

“Simão Barjonas[5], cabe a mim no serviço do Pai testemunhar a verdade, compreender e perdoar a incompreensão humana. Eu também tenho um cálice que devo testemunhar junto ao Pai tudo que tenho dito.”

Passado o dia da crucificação na abominável ação do gólgota[6], vemos tempos depois Simão Pedro, no mesmo sítio do lago de Genesaré. E sob as brisas do anoitecer, Simão Pedro refletiu:

“Senhor, qual será o meu testemunho?”

Tempos avançados vemos o apóstolo sacrificado em nome da verdade, e nós outros, os cristãos, que labutamos[7] na sua seara, poderíamos perguntar qual seria o nosso testemunho diante da vida, em nome do amor? De certo não será a cruz hedionda, mas será a cruz da lealdade no bem, em um mundo em processo avançado de transição. Testemunhemos o bem sempre, onde estivemos, pois esse é o selo que o Senhor nos identificará a qualquer momento.

Nathanael

Mensagem psicografada pelo médium Orlando Noronha Carneiro, dia 26 de setembro de 2010, no Grupo Espírita de Caridade Meimei, em Curitiba.

[1] Perscrutavam: Examinavam minuciosamente, sondavam
[2] Zimbório: é o nome dado à cúpula, em geral circular ou octogonal, das igrejas de grande dimensão
[3] Páramos: abóboda celeste, firmamento, o ponto mais alto
[4] Divisar: Notar, observar
[5] Simão Barjonas era o nome anterior de Simão Pedro, e signinifca Simão, filho de Jonas
[6] Calvário (em aramaico Gólgota) é o nome dado à colina que na época de Cristo ficava fora da cidade de Jerusalém, onde Jesus foi crucificado
[7] Labutar: Trabalhar intensamente e com perseverança
Posted in Psicografias

Deixe uma resposta

Psicografias

Prezados Amigos,

Com alegria informamos da psicografia, como sempre sobre as bênçãos de Jesus, na divulgação da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec à luz do Evangelho de Jesus.

Calendário atualizado em todos os locais. (aqui).

Senhas da Psicografia

Em geral, convidamos a todos que busquem, se for de sua vontade, uma Casa Espírita, orientada conforme os preceitos de Jesus e Kardec, e de fácil acesso, com o objetivo de conhecerem a Doutrina Espírita em seus estudos e cursos especializados.

Fraternalmente,
EQUIPE PORTAS DO AMOR