Psicografia: ERA ASSIM QUE DEVERIA SER

ERA ASSIM QUE DEVERIA SER

Querida mãezinha Terezinha, querido Papai Clóvis.

A titia Salete me acompanha e me ajuda a conter na emoção.

Tenho tantas coisas a lhe dizer que não sei por onde começar, eu só tenho que agradecer a você e ao papai pelo que fizeram por mim.

Desculpe a emoção na escrita, é que não é fácil escrever aqui e vê-la aí esperando eu nas páginas, me desculpe.

Pelo amor de Deus mamãe, você não me matou ao aumentar a dose da medicação. Quanto tempo você tem dormido com essa cisma no peito, no coração? Entrei várias vezes no quarto e a vi remoendo o coração quanto à dosagem que você ministrou na tentativa de tirar-me da crise em que eu estava.

Eu pressentia que não iria mais ficar com vocês, não sei dizer como é isto mamãe, mas era muito forte no meu coração. Eu quero lhes dizer que os anos que estivemos juntos vocês me ajudaram a melhorar muitas condições imperfeitas em meu coração.

Desculpe a rebeldia, os rompantes que vinham, isto porque era uma crise de consciência comigo mesmo. A epilepsia nada mais era do que a repercussão do espírito doente que eu era e que hoje eu sei pela titia Salete trouxe de vidas passadas.

Mãe, estudemos a reencarnação, só ela pode explicar as minhas condições anteriores. Eu tive tempo curto porque era assim que deveria ser, eu não ficaria mais tempo e apenas a dosagem coincidiu com a etapa que estava terminada.

Então mamãe, não se acuse, por favor! Que a partir de hoje o pensamento seu seja outro e que você durma em paz.

Hoje queria dizer a você e ao papai Clóvis que vocês são os dois tesouros mais importantes de minha vida.

Tá certo que não foi fácil a convivência comigo, mas nunca é tarde demais dizer novamente: a partir de hoje vamos ser felizes?

O filho também aliviado,

Fabiano

Mensagem psicografada pelo médium Orlando Noronha Carneiro, dia 30 de maio de 2010, no Grupo Espírita de Caridade Meimei, em Curitiba.

Publicado em Psicografias

Deixe uma resposta