Psicografia: ENCONTRAREMOS DEUS QUANDO ENCONTRARMOS DE VERDADE CONOSCO (Maria do Rocio Wolfart)

Minha querida filha Daniele, Victor querido, Deus nos ampare, que Deus nos ajude nessa hora.

A emoção toma conta da mamãe.

Abrace por mim o Agnaldo, o papai Agnaldo.

Eu estou aqui com meu pai Cícero, que me acompanhou até aqui e me ajuda a escrever.

Eu estou bem, filha, e peço a vocês todos, sim, ao Adriano o meu filho, por ter me entregado à depressão. Ela é sorrateira e nos invade sem que percebamos. É assim que o corpo na sua imunologia não suportou as condições de minhas emoções desconcertantes.

Era comigo mesma, nenhum de vocês fazem parte desse meu conflito interior e de minhas dificuldades internas.

Tudo foi comigo, ponto final nesse assunto. De vocês só obtive o melhor. Vocês me deram os meus presentes, a Mayara, a Mainara, o Léo, o nosso Leonardo, e o Rafa, meu Rafael, que daqui os tenho como os netos preciosos de minha vida. Curto-os daqui como se estivesse aí com eles, não houve mudanças disso.

Ontem estive com vocês no churrasco e sei que as lágrimas que o Agnaldo verteu foram as minhas com as canções que nos marcaram. Eu me senti presenteada também porque me vi em família com vocês ao meu lado, e sei que vocês sabiam que eu não faltaria o evento familiar.

Sem dúvida que estou emocionada também, mas prossigo aqui com ajuda do papai Cícero o tratamento com médicos dedicados que me ajudam a encontrar-me comigo mesma.

Acho que a vida acima de conquistarmos as coisas de fora é uma viagem pra dentro de nós.

O vovô Cícero me disse que encontraremos Deus quando encontrarmos de verdade conosco, e tenho tido belos encontros com Deus.

Filha não chore não, a mamãe está bem e de verdade ao lado de vocês.

Fiquem todos bem.

Com meu carinho, Maria do Rocio

MARIA DO ROCIO WOLFART (04/02/2006, 46 anos)

Mensagem psicografada pelo médium Orlando Noronha Carneiro, dia 16 de outubro de 2011, no Grupo Espírita de Caridade Meimei, em Curitiba.

Publicado em Psicografias

Deixe uma resposta