Psicografia: AGORA VOU REFAZER O CAMINHO, TENHO A ETERNIDADE PARA AVANÇAR (Caio Flores Gheller)

Caio Flores Ghelere

Caio Flores Ghelere

Querida mãezinha Cleide, Papai, papai!…

Como começar esta carta? Sou auxiliado por amigos, que me receberam… Estou procurando controlar a emoção, para escrever com proveito.

O vovô Divo me ajuda, pegando em minhas mãos…

Pai, mãe Cleide, peço desculpas pela minha volúpia, quando eu e a Tamy fomos abordados no litoral… De forma automática, reagi ao contato do infrator jovem que mantinha uma máquina na mão… Como eu ouvi, já, prostrado no chão, não sei de quem: por coisa boba, de forma boba…

Fui socorrido pelo meu avô… Quando o projétil me atingiu, ao cair, o raciocínio ainda continuava, ouvindo o alvoroço das pessoas. Mas esse instante logo passou, quando apaguei de vez na consciência, vindo acordar ao lado daquele que se identificou como sendo o meu avô, ainda assim, variava do sono para a lucidez.

Ouvia você mamãe nas lágrimas. Sentia a sua inconformação pai… Depois o vovô me ajudou a vencer esta fase conturbada…

Venho aqui como o filho que ainda está procurando colocar em ordem as emoções e os sentimentos… Sem ajuda do vovô Divo e de outros amigos não conseguiria vir até aqui e muito menos escrever. Não sei como tudo acontece, mas penso e as palavras se fazem expressas nas páginas.

Ao meu lado um amigo de nome Abelha que me ajuda escrever… E graças a estas pessoas boas eu consigo vir até você papai, e de abraçar com todo o carinho possível, pelo dia seu paizão… Ah pai! Me desculpe, não quis ser valente!… Peça desculpa à Tami pelo acontecimento, pelo transtorno… Senti seguro para agir, mas esqueci que ao meu lado um jovem com mais medo do que eu se alvoroçou e atirou em mim. Quantas situações destas estão aí acontecendo…

Pai, mãe! Agora vou refazer o caminho, e como disse o vovô Divo, tenho a eternidade para avançar, sem que o meu passo consiga dar o último passo… Continuarei com a Engenharia por aqui, só sei disso, como me esclareceu o vovô. Mãe, suas preces me ajudam. Papai que presente eu poderia te trazer hoje, nesta hora estaríamos sentados juntos… Não posso ir a um shopping te buscar uma camiseta, mas hoje seu filho traz estas páginas que pego do amigo para te entregar com o melhor de mim. É o que consigo dizer, preciso parar, as lágrimas correm.

Paizão! Seja forte! Mãe! Nunca te esquecerei.

Caio

CAIO FLORES GHELERE (25/06/2011)

Psicografia recebida pelo médium Orlando Noronha Carneiro, no Pronto Socorro Espiritual Pais e Filhos – Osasco, SP, em 14 de agosto de 2011.

Posted in Psicografias

Deixe uma resposta

Psicografias

Prezados Amigos,

Com alegria informamos da psicografia, como sempre sobre as bênçãos de Jesus, na divulgação da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec à luz do Evangelho de Jesus.

Calendário atualizado em todos os locais. (aqui).

Senhas da Psicografia

Em geral, convidamos a todos que busquem, se for de sua vontade, uma Casa Espírita, orientada conforme os preceitos de Jesus e Kardec, e de fácil acesso, com o objetivo de conhecerem a Doutrina Espírita em seus estudos e cursos especializados.

Fraternalmente,
EQUIPE PORTAS DO AMOR