Psicografia: A NOSSA DOR DE SAUDADES DEVE SER ENFRENTADA COM CORAGEM (Luís Fernando)

A NOSSA DOR DE SAUDADES
DEVE SER ENFRENTADA COM CORAGEM

Mamãe Katia, Papai.

Estou aqui atendendo seus corações saudosos, parece que sinto cada emoção que lhes vai na alma.

Eu chorei ao vê-los aqui, chorei de muita emoção, pela oportunidade que se desenhava de um contato.

A saudade é assim mesmo, nos cutuca diariamente, mas parece que tem dias que são mais insistentes. Não pense que é diferente para mim. Pensam erradamente os que ficam que para nós é mais fácil. Não é bem assim. Pulsa em nós o coração e as emoções, mas com vocês não estamos desamparados.

O vovô Manoel tem sido um companheiro equilibrador que me coloca no devido lugar quando deixo cair na tristeza.

Não foi suicídio o que aconteceu, e nem tramaram a minha queda. Saibam bem disso. Eu tenho que atribuir os meus próprios desiquilíbrios que me atraíram ao descontrole de mim mesmo.

É assim que me vejo na condição de lhes pedir desculpas e ter deixado em vocês dor e saudades.

Quero deixar aqui minhas saudações à Larissa e ao André, meus irmãos que também não canso de lembrá-los.

Graças a Deus as imagens difíceis saíram de minha mente, trazendo-me bem-estar.

A nossa dor de saudades deve ser enfrentada com coragem.

Aqui também trago a foto de vocês ao meu lado, e assim vou prosseguindo.

Fiquem com Deus.

De que os ama eternamente.

LUÍS FERNANDO CARRÉRA FERNANDES DOS SANTOS
(02/11/2008, 25 anos)

Mensagem psicografada pelo médium Orlando Noronha Carneiro, dia 31 de outubro de 2010, no Grupo Espírita de Caridade Meimei, em Curitiba.
Publicado em Psicografias

Deixe uma resposta