Não sintam minha ausência (José Roberto Martins Silva)

Minha querida esposa, Deus há de nos dar a força que precisamos.

Cheguei aqui com você e pude estar também com seu avô Raul.

Estou também lutando com a surpresa. Quando ouvimos as pessoas que a vida tem as suas surpresas e não sabemos o que ocorrerá nos minutos futuros é pura verdade. Lembro que estava no ponto de ônibus me dirigindo ao estudo necessário quando do nada apareceu aquele que sequer fez qualquer diálogo comigo e disparou contra mim. Eu acredito que fui confundido com alguém pois eu não tinha qualquer atrito ou pendência com alguém.

Eu fico aliviado de saber que você não pensa mal de mim, que eu pudesse ter omitido alguma situação, fiquei preocupado quanto à isso, mas logo me aproximei de você e pude saber que eu sempre tive uma mulher do meu lado que sabia de meu comprometimento em família.

A Amanda, a Maria e o Mateus são os nossos tesouros em família, estarei orando aqui para que você seja forte, pois eles precisam de você, da sua fortaleza.

Vamos pedir a Deus que dê todo o entendimento para suportar a ausência confiando nEle. É o que eu estou fazendo a cada instante entregando a Ele o meu coração.

Eu sinto que a sua emoção me chega e preciso agora dar uma pausa no recado que lhe trago com a esperança de vê-la enfrentando a situação com mais coragem e certo de que estarei com você e nossos filhos.

O meu abraço a todos, meu coração se entrega ao seu como sempre, e que não sintam a minha ausência, na cadeira, no almoço de nosso domingo.

Com saudades muito forte, mas com coragem, coragem que lhe peço ter, sou o esposo e pai com vocês no coração, Zé.

JOSÉ ROBERTO MARTINS SILVA (02/03/2013, 36 anos)

Mensagem psicografada nas Faculdades Integradas Espírita, organizada pelo Centro Espírita Bom Samaritano, em Curitiba, no dia 10 de novembro de 2013, pelo médium Orlando Noronha Carneiro.

Publicado em Psicografias