Não Estou por aí Sem Rumo (Paulo Henrique Lopes)

Minha mãe Simone, estou procurando acalmar a minha ansiedade para poder lhe escrever e trazer notícias…

Estamos melhorando a cada dia, e devo isso à ajuda de meu avô Airton, ele o vô, e outros que conheci aqui, estão me ajudando a escrever.

Estou melhor mãe, e se não totalmente em paz é em razão das complicações que eu criei por aí… E saber que tudo poderia ser diferente…

E não faltou o seu carinho, a sua atenção…

Mas fazer o quê? Assim aconteceu mãe, e desejo e preciso lhe pedir: perdoe-me por não lhe ouvir as palavras para que eu saísse do vício.

Mas esse mundo das drogas… São terríveis mesmo, por isso que tantos falam das dificuldades de sair desse mundo de sobras que é o das drogas…

Você sabe como era, e a que ponto cheguei, e naquele dia, alucinado pelos efeitos da cocaína, eu sentia que a perseguição ocorria e não sabia que iria encontrar ali o acidente, e só hoje posso lhe dizer da minha tristeza por tudo que aconteceu, e não sabia mãe a que ponto chegaria.

Sei que acordei num local que pensei ser nossa casa, mas não entendia suas lágrimas, mas sei que recebi auxílio como se algo me protegia de pessoas que via não estarem legais.

O sono bem profundo me apossou, e depois fui acordado num ambiente mais tranquilo, e foi ali que fui saber o que de fato tinha acontecido, e lutei para não acreditar, mas era real, e assim estou aqui com o vovô para lhe dizer que vou seguindo com a esperança de encontrar seu coração, mãe, mais tranquilo.

Cheguei antes de você nesse local que nos atende, onde fui recebido com tanta atenção e carinho, e vê-la aqui protegida ao lado de tanta gente boa me traz calma e sossego para coração.

Ainda estou, mamãe, em tratamento, em recuperação, mas não entenda que eu esteja ruim.

Mamãe, espero que você não se abata porque o Victor precisa muito de sua paz e equilíbrio.

Venho agradecer ao titio Zezé pelo apoio que sempre me deu, por estar do meu lado acompanhando a minha situação, e espero que você titio é que fique em paz, pois você fez tudo por mim, e não houve falha nem de você e da mãe.

A responsabilidade da recaída é toda minha que fraquejei…

Eu só tenho que agradecer a você tio e a você mãe…

Mãe, pode sair daqui com o coração tranquilo, porque não estou por aí sem rumo… Como você se sentiu acolhida aí, eu também me sinto acolhido, entendendo a situação e buscando fazer um novo caminho para mim.

Mãe, dê um abraço por mim no Victor…

Que estas minhas palavras possam ajudar os que estão por aí na droga, que o seu consumo traz só tristeza, sofrimento e dor, não só para quem está nessa vida, mas para os familiares.

O vovô Airton tem me ajudado a pensar mãe, sobre o que nos aconteceu, com você e o meu pai.

O vô tem que ajudado bastante a perceber que na vida temos que aceitar as coisas que nos é aprendizado e não nos revoltar.

Mas eu fui cabeça-dura, enganei a mim mesmo…

Que você tenha um final de dia melhor, e que não se canse de con

tinuar com a minha ausência que é só uma ilusão, pois não estou longe de seu coração mamãe.

Agora preciso parar, mas com você em meu pensamento, esperando vê-la em pé, mãe, por mim e pelo Victor,

Seu filho bem melhor…

PAULO HENRIQUE LOPES (25/01/2014, 24 anos)

Mensagem psicografada nas Faculdades Integradas Espírita, organizada pelo Centro Espírita Bom Samaritano, em Curitiba, no dia 25 de maio de 2014, pelo médium Orlando Noronha Carneiro.

 

Posted in Psicografias

Psicografias

Prezados Amigos,

Com alegria informamos da psicografia, como sempre sobre as bênçãos de Jesus, na divulgação da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec à luz do Evangelho de Jesus.

Calendário atualizado em todos os locais. (aqui).

Senhas da Psicografia

Em geral, convidamos a todos que busquem, se for de sua vontade, uma Casa Espírita, orientada conforme os preceitos de Jesus e Kardec, e de fácil acesso, com o objetivo de conhecerem a Doutrina Espírita em seus estudos e cursos especializados.

Fraternalmente,
EQUIPE PORTAS DO AMOR