Não Estou Longe Não Lá De Casa (Márcio Pereira de Lara)

4 - Márcio Pereira de Lara - Março 2016Querido papai Moacir, mãe, mamãe Valdirene.

Ops, ops, chegou a minha vez, agora sim…

Desculpe a demora de notícias, mas não é como a gente pensa ser…

Eu sou um filho orgulhoso aqui, por saber quanto você pai e você mãe vivem para mim, mesmo eu estando tão longe. Brincadeira, não estou longe não lá de casa.

Diabetes é coisa do passado, já saí de tudo aqui. Se eu for retornar eu não retornaria com o problema de diabetes, que complicou minha saúde e aí cumpriu o que tinha que fazer no tempo muito feliz ao lado de vocês.

O vovô Manoel me acompanha, e é meu grande amigo.

Eu escuto, pai e mãe, vocês falando de minha falta, e você pai dizer estar duro ficar sem minha presença.

Mas sei que o vovô Manoel nos ajuda a superar essa tristeza que vem de nossa saudade.

Agora estou feliz, você deu uma encolhida pai…

Que bom, que aquela camiseta guardada há tempos no guarda-roupa agora entra bacana no corpo.

Agora pai, você está parecendo para mim o Chitãozinho, com este jeito bacana de vestir.

Vamos dedicar cada vez mais em família, e estou com vocês sempre.

Mãe, cuida aí do pai…

É isso aí…

Com alegria em meu coração, sou eu, o Marcinho.

MÁRCIO PEREIRA DE LARA (15/07/2012, 18 anos)

Mensagem psicografada na Associação Beneficente Espírita Caminheiros do Bem, em Curitiba, no dia 20 de março de 2016, pelo médium Orlando Noronha Carneiro.

Publicado em Destaques, Psicografias