Não Desista de Viver (Vinícius Cesar Bogacz)

Meu amor Iara, grande sogra Dona Iara, hoje eu puder vir com aquele grande apoio do seu Ernani que está aqui do meu lado lhes desejando saudações e com muita alegria ao lado está o Ezuel que também lhes dedica o carinho de sempre e eles me ajudam a escrever as linhas que trago com dificuldade, mas com a ansiedade das notícias que de certo me acalmarão.

Meu amor, antes de tudo quero lhe falar do perdão que lhe peço, quase de joelhos, de me entregar à desistência de continuar, mesmo com seu apoio de sempre nos dias de mais conflito em minha vida. Mas eu tenho gritado aqui várias vezes o nome de Deus e pedindo à ele que me socorra na carta que lhe trago, mesmo com a dor do que eu fiz em prejuízo próprio.

Estou em intensos tratamento para me recuperar do que eu tinha feito em meu próprio prejuízo.

É nesse nome: Deus, que encontrei a força para seguir para frente.

Eu conto com a prece de vocês para mim, sou eu quem preciso de compreensão.

Meu amor, eu não desisti de nossos sonhos, mas me perdi em mim mesmo com meus conflitos. Acredito que Deus nos conhece a fragilidade nas nossas lutas de crescimento.

Peço que fortaleça na fé e que olhe para frente.

Estou sendo cuidado com a ajuda de criaturas que ajudam a exercitar o sorriso. Disseram que o exercício do sorriso é uma massagem que toca o nosso espírito.

Então Iara meu amor, não se desespere em tanta tristeza como se não houvesse mais o que fazer e continuar sem a minha presença contigo. Acalme meu amor seu coração e suas orações me chegaram como um remédio maravilhoso que me acalmava nos dias e momentos mais difíceis aqui.

Beijo no coração de todos vocês.

Dona Iara, não desista de viver. Existem os que aceleram a vida atacando contra si mesmo, e os que desistem de viver sendo que lentamente perdem o gosto de viver.

Cuide-se Dona Iara para não ir com o pouco a pouco se destruindo.

Preciso parar, mas agora com mais tranquilidade no coração.

Com o beijo e abraço a todos.

VINÍCIUS CESAR BOGACZ (06/01/2012, 41 anos)

Mensagem psicografada no ­­­­Centro Espírita Bom Samaritano, em Curitiba, no dia 25 de agosto de 2013, pelo médium Orlando Noronha Carneiro

Publicado em Destaques