Lá vem ele… (Galvan Menegusso Santana)

Mãe, papai Francisco, minha irmã Jeniffer, meu tio Jailson e titia.

Gente, eu estou aqui com meu avô Duílio, o meu apoio de todas as horas.

Mãe, pode acordar, sou eu mesmo que vim atender ao pedido de vocês.

Hoje eu não vou falar do acidente, eu não desejo relembrar o ocorrido, só quero confirmar que eu estava na boa, na minha, mas que surpreendentemente fui atravessado pelo veículo que vinha realmente rápido. Vejo a tortura diária do papai ao sentir a minha falta em serviço, dou até o ar de minha presença ao lado dele suspirando em seus ouvidos.

Como se ele acordasse da tristeza que fica, mas que eu entendo perfeitamente.

Eu tive que me fazer presente com a ajuda do vovô que me ajudou a ter em mãos o capacete vermelho e aquela camisa verde e assim dizer que sou eu mesmo, dizer ao titio que estou sim na boa na sua cola pra dizer da minha presença.

Pai, me lembre sim em trabalho, mas com a alegria de estarmos juntos no trampo.

Mana, é isso aí, é eu aqui, vai firme hein, seja a mão de ajuda para mamãe.

Mãe, a reza é muito boa, sua falta é grande, mas peço um favorzinho para mim. Desculpe, sei que poderia dizer lá vem ele… Favorzinho, beije a Ketlyn para mim, vai lá.

Agora dou um tempo e fiquem em paz, agora paz vai ser mais firme porque não estou perdido por aí não.

Com aquele carinho o filho sempre ao lado de ôceis.

GALVAN MENEGUSSO SANTANA

Mensagem psicografada no Centro Espírita Luz e Redenção, em Palhoça-SC, no dia 24 de novembro de 2013, pelo médium Orlando Noronha Carneiro.

Publicado em Psicografias