Entendo As Lágrimas Que Vocês Deixam Escapar (Kayo Debiasi Pires)

Kayo Debiasi Pires

Kayo Debiasi Pires

Querida mãezinha Luciani, querido papai Willian, Deus nos ajude, papai e mamãe.

Estou aqui com a presença do vovô Teófilo que nos abraça com tanto carinho.

Papai, mamãe, a vida vai continuando sem que traga a separação total.

Sei o quanto vocês estão se esforçando para suportar a ausência que é temporária. Tenho pais maravilhosos que tanto amo que jamais esquecerei.

Os meus avós estão me dando tanto carinho que venho suportando os dias de mais saudade.

Lembro o dia alegre onde em família nos encontrávamos em festa e hoje mais do que nunca sei que você e mamãe me faziam o melhor para que eu e a Hanna nos sentíssemos felizes, mas o nosso tempo muitas vezes não é o temo que esperávamos, são as surpresas da vida que nos convidam a mudar os pensamentos.

E papai e mamãe não podemos fugir daquilo que é superior a nós.

Aos poucos o vovô Teófilo tem me falado como gente grande e vou tentando assimilar o que posso, e peço aos meus pais que se reforcem na aceitação, pois aceitar confiando em Deus nos faz sofrer menos.

Eu gostaria muito de retornar até vocês, mas os planos não são simples assim. A nossa vontade não pode ser maior que as leis que nos comandam.

Ouço as suas solicitações papai, junto com a mamãe, e me sensibiliza o carinho que vocês depositam em mim, e confesso que não consigo controlar as lágrimas que correm de tanta saudade.

Não se preocupem que entendo as lágrimas que vocês deixam escapar e fiquem tranquilos que eu não me sinto mal por isso, pois eu os compreendo.

A minha irmã Hanna me representa entre vocês e este carinho em família me faz ver que sou um privilegiado por ter vocês.

O mal súbito naquele dia, convidando-me a conhecer outros cantos, era o tempo certo que deveríamos estar juntos.

Eu peço a vocês que se dediquem às crianças, que não tem tantas condições como as que tive. Eu conto com vocês nessa tarefa, pois não podemos nos afastar dos que mais precisam.

Fico feliz por vocês terem vindo para aqui, pegarem a estrada com fé e confiança de contato.

Obrigado mãe por ter cedido seu ventre para ficarmos um pouco juntos, o seu carinho e atenção. Olho para você aqui e olho que um dia fiz parte de você, aí bem dentro de você.

O meu coração está novo e vou prosseguir em meus estudos por aqui.

Deixando o recado que consegui trazer, sou o filho eternamente devedor de seus corações, com muito amor, sou eu.

KAYO DEBIASI PIRES (15/11/2011, 8 anos)

Mensagem psicografada no Centro Espírita O Bom Samaritano, em Curitiba, no dia 28 de abril de 2013, pelo médium Orlando Noronha Carneiro­

Vejam o depoimento de Luciani, mãe de Kayo: http://www.folhaojornal.com.br/mae-compartilha-a-dor-de-passar-seu-dia-sem-o-filho

Publicado em Psicografias