Crescer o Nosso Lar (Márcio Pereira de Lara)

Marcio Pereira de Lara

Marcio Pereira de Lara

Papai Moacir, mamãe Edilene, com as bênçãos de Jesus eu pude vir.

Não serei longo na carta, mas o suficiente para aquecer nosso espírito.

Mãe, me dói vê-la com as fotos na mão, sofrendo em lágrimas me pedindo a presença.

Entendo a dor de saudade, mas peço que você e o papai Moacir sejam fortes e saibam lembrar nossos dias felizes que tivemos e que os guardo no coração.

A diabetes já é coisa do passado, e estou aqui novo em folha sem qualquer problema, mas acredito em se vendo só em casa, faltando a minha presença em casa, na mesa do almoço e do jantar seria legal e bacana se pensarmos em crescer o nosso lar…

Vai uma dica, que me intrometo sem medo de represálias…

Tem tanta gente se doando no sentido de se trazer a adoção como meio de alegrar o lar. Sei, pelo que me falaram, que não é tão simples, é uma demora, é uma análise que deve ser feita, mas pense nessa possibilidade que viria engrandecer nossa alma, nosso coração. Pense com carinho sobre isso, quem sabe vocês cheguem nessa conclusão…

E para que vocês saibam que sou eu mesmo, eu vim com aquela camiseta azul royal que eu tinha, lembra?

O meu abraço gordo…

MARCINHO, MARCIO PEREIRA DE LARA (15/07/2012, 18 anos)

Mensagem psicografada nas Faculdades Integradas Espírita, organizada pelo Centro Espírita Bom Samaritano, em Curitiba, no dia 25 de maio de 2014, pelo médium Orlando Noronha Carneiro.

Mensagem anterior do Márcio: http://www.portasdoamor.com.br/nao-fui-embora-de-seus-coracoes-marcio-pereira-de-lara/

Publicado em Psicografias