Com muito muito amor

Papai Leonardo, mamãe Alice, o tio Abelha me ajuda a escrever para vocês. Estamos durante todo o dia em festa, muita gente deste lado. Estou muito feliz pela nossa Ana Laura, a chegada recente de minha irmã. Não desapareci de casa, e aqui ando com cadernos nas mãos escrevendo e desenhando. Sou feliz, estando neste recado com este caderno grande que são estas folhas. Estou aqui com aquela que pude chamar de vó Vera. Então peço aos meus pais, que se estabeleçam na fé e na paciência de sentir a minha ausência lá em casa. Hoje aqui lembrei de quando pequena, nas aulas de balé, eu olho para as estrelas lá em cima e vendo-as piscando penso que as estrelas dançam e tudo na vida é alegria.

Vim com você de Santa Catarina e ansiosa por escrever hoje trazer recado. Dona Rita, sua filha Cris, está sendo muito amparada, e se prepara para escrever e não fique triste, tá? Eu penso aqui pai, que Deus não faz nada errado, as “falhinhas” no pulmão, eram a escolinha que eu precisava aprender. Não dava para escapar da cirurgia pai. Se não fizesse, ‘pode ter certeza’, me dizem aqui, eu viria assim mesmo. Os médicos fizeram o melhor e eles sentiram muito a minha perda. Mas diz a avó que ninguém está acima do Pai, Deus. Peço pai, que aceite junto com a mãe, e vamos louvar a Deus por ter nos deixado juntos, mesmo que físico, por pouco tempo. Saiba você mamãe Alice, que fui muito feliz e sei que a minha irmã Ana Laura será feliz com vocês. Sinta-se pai, eu pegando a sua mão, pedindo para sairmos juntos. Vem meu pai, sou a sua filha, a Manu de uns corações, precisando de sua força, tá?

Os arquinhos aqui, os tenho, porque aqui é a imagem daí, mas uma imagem melhorada. O tempo avança e o tio Abelha me pede parar, olhou com os olhos grandes e disse: Menina, você não para, vai matar o seu intérprete. Vai lá pai, pega a estrada e seja muito feliz. Darei um jeito de se fazer presente ao seu lado. Com a mão em forma de coração, sou a sua filha orgulhosa de você. Ah, pera aí tio Abelha, só mais essa: Estou de pulmão novíssimo, falei. Com muito muito amor.

 

Nossa pai, é o que eu consegui desenhar.

Manuela

 

Manuela Borsatto Borges

 

Obs.: Ela desenhou os arquinhos.

Psicografia realizada dia 22 de setembro de 2019, na Associação Espírita Beneficente Caminheiros do Bem, em Curitiba – PR, com o médium Orlando Noronha Carneiro.

 

 

Posted in Curitiba, Psicografias
Tags: ,

Psicografias

Prezados Amigos,

Com alegria informamos da psicografia, como sempre sobre as bênçãos de Jesus, na divulgação da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec à luz do Evangelho de Jesus.

Calendário atualizado em todos os locais. (aqui).

Senhas da Psicografia

Em geral, convidamos a todos que busquem, se for de sua vontade, uma Casa Espírita, orientada conforme os preceitos de Jesus e Kardec, e de fácil acesso, com o objetivo de conhecerem a Doutrina Espírita em seus estudos e cursos especializados.

Fraternalmente,
EQUIPE PORTAS DO AMOR