AGORA É PEGAR NA “GARUPA” DE DEUS (Lian Diniz Furtunato)

Querido papai, mamãe Vera, olha eu aqui, “meu” isso é demais.

Estou aqui com o vovô Fausto que me ajudou muito.

Pai e mãe, não se preocupem, agora está tudo “beleza”.

Antes que me esqueça, deixo o meu beijo à Jamile e também às minhas irmãs, que elas fiquem bem.

Pai quero escrever na velocidade do tempo, pois o tempo é curto.

Eu quero lhe dizer que eu estava cansado “pra caramba”, entusiasmado como sempre com o meu trabalho e não vou omitir: estava com o pé acelerando no carro, queria chegar logo para dormir, mas não consegui chegar a tempo em casa.

Pilotar é um encontro com meu Deus e relaxei no volante, eu dormi em segundos e aí vocês imaginam o que aconteceu.

O meu avô me explicou que o carro foi de encontro ao poste e aí vocês sabem o que aconteceu…

Não passei qualquer mal físico no volante, foi o sono que abateu forte e aí “deu o que deu”.

Achei que dava tempo de chegar em casa, mas não respeitei o alerta do corpo que pedia cama, travesseiro, após um banho revitalizador.

Agora é pegar na “garupa” de Deus e seguir na luz da felicidade.

Agora estou mais tranquilo pelo recado para que vocês saibam que estavam certos de que em vindo aqui eu seria certeiro na mensagem.

Sei que é complicado ficar falando destas coisas, mas agradeço a Deus de não ter ficado em uma cama dando trabalho pra ninguém.

Vão com Deus, na velocidade do meu amor.

Quem sabe um dia, eu tenha a alegria de dar um abraço no “cara” chamado “Senna” aqui.

O filho de sempre…

LIAN DINIZ FURTUNATO (26/05/2012, 22 anos)

Mensagem psicografada no Centro Espírita Recanto da Prece, em Curitiba, no dia 25 de agosto de 2012, pelo médium Orlando Noronha Carneiro­

Publicado em Psicografias

Deixe uma resposta