Aceitar com a confiança em Deus (Melissa Gusso Correa)

Querida mãezinha Neid, titia Arlete, Deus nos abençoe sempre com a alegria do reencontro que nos é permitido.

Rita Gusso encontra-se ao meu lado dando-lhe saudações…

Não se preocupe comigo mamãe, estou em paz na vida espiritual, aceitando as novas condições que a vida me trouxe.

Fiz o que tinha que ser feito para não só em questões de estética, mas em saúde com a cirurgia bariátrica que traria bem-estar e alegria ao meu coração.

Sou sincera em dizer que mesmo daqui eu sem dúvida faria tudo de novo, mas o organismo não suportou as mudanças interiores e depois de alguns dias houve uma complicação que não foi possível remover.

Estou bem orientada para entender tudo que me aconteceu. Logo que abri os olhos aqui mãe, eu quis entender as coisas, e mãe, estou ciente que não houve qualquer deficiência médica no procedimento, e o que passei era o que eu devia passar nas provas que eu precisava.

Precisamos aceitar tudo como nos aconteceu sem qualquer desolação que venha a nos levar em intermináveis tristezas. Aceitar com a confiança em Deus e olhar tudo mãe como uma missão para todos nós.

Preciso ver você e o papai Jurandir com forças e novas energias, e minha tranquilidade do lado de cá só é total por tudo que você fez pelo Miguel, meu filho, que tem em você não só a dedicada, mas a mãe-vó que dedica todo o tempo junto com o papai Jurandir para que o Miguel seja feliz, seja sempre o menino forte que é. Então você pode imaginar como me sinto tranquila pelo seu amor ao meu amor, meu filho Miguel.

Sei que não preciso comentar de desculpas das lutas junto com o Miguel pois você o faz com toda a dedicação em meu nome. Sou feliz por isso, Deus lhe pague mãe, estaremos sempre juntas, e fico feliz em me ver à sua frente na presença do Miguel.

Com o meu carinho e gratidão sou a filha reconhecida sua, mãe, para toda a eternidade.

MELISSA GUSSO CORREA (31/01/2015, 35 anos)

Mensagem psicografada na Associação Beneficente Espírita Caminheiros do Bem, em Curitiba, no dia 16 de agosto de 2015, pelo médium Orlando Noronha Carneiro.

Publicado em Psicografias